uma nova relação

O tempo passa e a gente não aprende mesmo. Já tinha ouvido falar dela, já tinha lido sobre ela, e o sentimento sem justificativa foi crescendo de forma irracional, sem uma razão clara. O único argumento é que eu precisava desse tipo de companhia. Quando ela chegou, nos estranhamos um pouco. Da minha parte havia uma atração física muito grande. Mas a diferença de mundos logo ficou clara. Comecei a me sentir meio coroa, meio careta, meio antiquado para as idéias de tão jovem e moderninha que era, mas que só aparentava certa maturidade e elegância.

Mas como o encontro fora tão esperado e planejado, não podíamos nos dar ao luxo de simplesmente desistir e não continuar tentando. Acho que no fundo, foi mais difícil pra ela se acostumar comigo do que eu com ela.

Mas hoje saímos no final da tarde pra caminhar na praia. Sem compromisso. Acho que o entardecer ajudou na química. Acho que rolou. Eu e minha nova camerazinha de bolso, hoje nos entendemos bem melhor. É, acho que eu e ela podemos ser bons companheiros, com ela 24 horas por dia na minha mochila, no painel do carro, sempre a mão. Minha nova ferramenta de brincar de fotografia.

 

Publicado por

Marcelo dos Santos

Diretor de Arte e Fotógrafo

2 comentários em “uma nova relação”

  1. Pelo resultado dá pra ver que a química entre vocês dois acabou sendo intensa e integral. Lindas fotos! Parece que você acabou de ganhar uma ótima companheira! Só esquece esta idéia de deixá-la sobre o painel do carro, que a relação pode terminar abruptamente 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s