é pra esperar

Nunca surfei. Acho que foi mais vergonha de aprender, ouvindo histórias da pouca boa vontade que os adeptos têm com os “pregos”, do que falta de interesse mesmo. Sempre imaginei que, tão especial quanto deva ser escorregar por uma onda, deve ser esperar que a mesma se levante ideal.

Sai de casa às 5h45, mas essa luz, e a surfista, só chegaram depois das 8h. Ces’t La Vie

Levantar cedo, bem cedo, olhar pra fora e ver que o dia não promete nada, e mesmo assim, sair pra praia, ou pra rua, porta a fora que seja, é o que fazemos, tanto surfistas como fotógrafos. Esperar que a luz, ou a onda, se realize perfeita.

Afinal, nem onda do mar e nem luz natural, se repetem. São sempre únicas. E o que é único é surpreendente. Tem que aprender a esperar.