#photobike2

Tirando o mofo do inverno, tirando a bicicleta do quartinho, lembrando que o corpo também precisa de atenção. Esse sendentarismo mórbido precisa de um tranco. A gente acaba esquecendo que o corpo também faz parte do material de trabalho.

Trabalhar carregando peso, mochilas e bolsas, nem sempre bem desenhadas, de modo correto, se dobrar todo pra buscar o melhor ponto de vista e muitas vezes fazer malabarismos improváveis parece bobagem e moleza pra quem não passou dos trinta e está cheio de elasticidade. Mas se não cuidar, o tempo vai cobrando caro os abusos.

Mas também é preciso aproveitar os recesso (voluntários ou não) pra deixar o sol entrar nas nossas mentes. Muito tempo seguidamente trabalhando para clientes, conduzido pela  necessidade de estar num caminho controlado e previsto para uma demanda comercial, sem pausas para uma criação mais livre e pessoal, acaba por criar ferrugem e a acumular fungos em toda a maneira de se comunicar através de fotografia.

Deixe o sol entrar, pegue uma bike, um skate, um par de tênis, sei lá! Cai na rua!

Se clicar nas fotinhos dá pra ver maior. A luz estava ótima nessa tarde.

 

Anúncios